Manual de como usar brincos, colares e anéis

Os acessórios são mega investimentos que fazemos ao longo da vida. Entretanto, eles tem o poder de transformar uma roupa básica num look super chic como pode destruir o vestido mais caro do planeta se forem mal escolhidos. Na hora de comprar ou pegar emprestado um par de brincos, colar, anel, etc., é preciso levar em consideração aspectos importantes como: formato do rosto, comprimento do pescoço, tamanho das orelhas e até o corte de cabelo. Ufa, pode parecer complicado pensar em tudo isso antes, mas a escolha certa de um acessório pode trazer luminosidade, movimento e até mais jovialidade. Pode apostar que sim!

Com esse manual dos acessórios feito a partir das dicas da consultoria de imagem, você vai saber qual o acessório combina melhor com você:

* BRINCOS:

1. rosto oval: é o que pode usar praticamento tudo. Só não abuse de brincos muito compridos e longos, pois o rosto oval já é longo por natureza. Os brincos médios, volumosos e próximos à orelha são os mais recomendados;

2. rosto redondo: para harmonizar, evite brincos de formas arredondadas, como argolas e modelos muito volumosos. Aposte nos mais longos e pontudos;

3. rosto quadrado: aqui, é o inverso do rosto redondo. Você pode abusar dos modelos mais arredondados, porque quebra um pouco a base muito reta do seu queixo. Os pingentes ou os de formato geométrico também ficam bem. Evite os em forma de quadrado;

4. rosto longo: você precisa adicionar volume na parte lateral do rosto. Para isso, use modelos de tamanho médio a grande, como as argolas e os botões. Evite, ao máximo, os pingentes compridos;

5. rosto triangular: tudo que aponta para cima, fica bem em você, porque sua testa já é pequena. Não use modelos muito compridos para não adicionar volume no maxilar e evite os muito pequenininhos para não se perderem no seu rosto;

6. rosto coração: por a testa já ser mais larga, você precisa de volume na parte do maxilar. Evite os muito grandes e os botões;

7. rosto diamante: esse tipo de rosto pede brincos de tamanho pequeno a médio como argolas ovais ou em forma de triângulos.

* COLARES:

1. pescoço curto: evite pingentes e colares muito próximo ao pescoço. Dê preferência aos mais alongados e verticais. Não use nada muito delicado na área do pescoço;

2. pescoço fino: o contrário se aplica aqui. Você pode abusar dos modelos redondos e curtos, como as gargantilhas, com exceção de quem tem o rosto quadrado;

3. muito busto: nada de colares em cima do busto ou depois deles;

4. pouco busto: use modelos mais chamativos para disfarçar o problema. Os longos estão liberados;

5. ombros largos: evite os modelos muito curtos;

6. ombros estreitos: evite os grandes demais.

* ANÉIS:

1. mãos largas: use modelos igualmente largos;

2. mãos curtas: prefira os modelos mais compridos para disfarçar.

DICA DE ESTILO: geralmente, combina-se os pingentes com os brincos e os anéis com as pulseiras. Não use, jamais, colares com blusas de gola alta e tenha cuidado na hora de misturar os estilos e os materias dos acessórios. Pode ser desastroso!

Agora ficou mais fácil, certo? Espero que tenham gostado!

Abraço,

Valeria Didier
Fotos: Reprodução

Comentários

Comentários