Afinal, para quem nos vestimos?

“Afinal, para quem nos vestimos”? Frase célebre que rodeia o mundo das mulheres, essa é uma boa pergunta que sempre devemos nos fazer antes de pensarmos no tal do “look do dia”. Se a resposta for: para mim mesma ou para meu marido, namorado, filho, etc. Nota 10! Agora, se a reposta foi, mesmo que inconsciente, para as outras pessoas, ou pior, para outras mulheres, aí é preciso reavaliar esse comportamento.

Nós mulheres temos essa tal da competição encrustada dentro de nós. Estamos sempre querendo competir de alguma forma, seja na magreza, no casamento, nos filhos, nas viagens, no apto, etc. Isso é algo que não para nunca. Sempre queremos provar para nós mesmas que somos tão ou melhores, nem que isso seja em um aspecto isolado. E, se o assunto é roupa, nossa, aí o bicho pega mesmo!!!!

Quando pensamos na festa, imediatemte pensamos como será que os outros, ou melhor, outras, estarão vestidos. Até aí tudo bem, afinal cada evento exige um traje social adequado (Dresscode). No entanto, se você se mata numa roupa apertada de morrer, veste uma cor que não lhe favorece só porque está na moda ou se endivida até o último centavo no cartão de crédito para comprar a tal da “It bag”, tenha cuidado, porque a autoestima está dando sinais de fraqueza.

Gente, existe um trio super importante que deixa qualquer mulher elegante e bem vestida sempre: Autoestima + uso correto das cores + uso adequado das roupas. Se você souber usar esses três aspectos a seu favor, a sua imagem pessoal sempre vai causar um impacto positivo. Talvez, você já tenha um grande domínio sobre a sua cartela de cores e roupas e sabe, perfeitamente, tudo que lhe favorece e tudo que lhe desfavorece. Mas, se a visão que tem sobre si mesma estiver confusa e para baixo, aí não há Chanel que lhe salve. E como consequência, você vai estar sempre tão preocupada em se vestir para agradar aos outros que vai acabar se esquecendo de agradar a si mesma ou a quem mais lhe ama. Lembrem-se de que a beleza é algo natural que vem de dentro, do nosso comportamento, da nossa auto aceitação, do amor que devemos ter a nós mesmas. Não importa se a roupa ou os acessórios são caros. Em uma festa ou na vida real, a sua segurança e o amor próprio devem falar mais alto. Quem se ama sempre se veste para sim mesma, goste de quem gostar! E quer saber? Os outros sempre vão gostar e até elogiar, podem apostar!

Até a próxima!

Valéria Didier
Foto: Reprodução

Comentários

Comentários